• João Francisco Giélamo - Psicologo

Vocação ou Carreira?


Muitos já passaram pela fase complexa da escolha da profissão, ou seja, qual a vocação para o seu biótipo de produção, quais os seus objetivos, tendências e comportamentos, mas como foi a escolha da sua Carreira?

Para muitos, a automatização do seu caminho de carreira, quase sempre é pela necessidade de rendimento, muitas vezes imediatos, e por vezes, pela falta de espaço na área que escolheu, ou seja, a carreira que trilharia dentro da própria formação foi sendo desenvolvida sem sua real intenção e caminhos opostos.

Mas o que fazer para que posamos melhorar e/ou fazer o certo desde a escolha da área de estudo, ou seja, formação, e após manter as inclinações percebidas e que queira manter na sua carreira profissional?

Nem sempre a escolha de carreira é de certa forma simples, pois para quem já decidiu qual carreira seguir, encontra em seu caminho oposições em como encontrar um bom emprego ou mesmo se a escolha da área escolhida foi um problema.

Pensamos em alguns pontos a serem analisados para a sua escolha de carreira:

Quais informações foram colhidas para sua decisão, foi satisfatória?

Hoje no mercado de trabalho, ocorrem variadas possibilidade de desenvolvimento na carreira, porém, o ideal seria a sequência dado desde a sua escolha da vocação e o que realmente lhe de prazer. Essas dúvidas poderiam ser sanadas, desde que se pusesse a procura em pesquisa diária sobre a carreira que deseja e poderia desenvolver diante da sua vocação. Também como é o mercado de trabalho, as dificuldades da área; esse trabalho deve ser anotado e pesquisado, buscar saber quais as áreas lhe desperta realmente interesse. Após esse trabalho e com sua lista de área de interesse, terá mais facilidade de escolha do que lhe interessa desenvolver para sua carreira.

Mas se o que realmente lhe aflige, é realmente não saber qual área seguir?

Além das dicas já descritas na primeira parte, seria importante a ajuda de profissional da área de Orientação vocacional e de Carreiras, pois seria um dos pilares, mas não é somente isso, o recém formado precisa ter noção dos seus valores, quais os interesses lhe causa estranhamento, ou seja, qual a arte que lhe chama aos olhos, e acima de tudo, o que lhe de prazer e alivia as suas necessidades. Alguns trabalhos como aplicação de testes, podem levantar algumas características e responder a essas perguntas.

Minhas escolhas não foram as melhores e agora o que faço?

O prioritário, não é o que escolheu, mas como foi escolhido, e se pode ser redefinido de maneira autônoma e consciente, e, nem sempre a escolha foi a melhor opção de carreira, refaça, ou mesmo, se não a fez, as faça sem cobranças, o processo não é rígido, muitas vezes o mercado nos cobra, mas a decisão sempre será a sua, tenha ímpeto e a cada escolha sua carreira crescerá e sua vocação além de prazerosa será de sucesso.

João Francisco Giélamo

CRP 06/102566

Psicoterapeuta, Orientador Vocacional e de Carreira

11 99539-1914 | 11 97321-0814 | 11 2339-5532

www.clinicapsi.psc.br

#Carreira #escolhas #Orientaçãovocacional #Orientaçãodecarreira #emprego #futuro #psicoterapia #psicologo #clinica #psicoterapeuta

34 visualizações